quarta-feira, 29 de junho de 2011

Adote um cachorro

Tequila, vira-lata, 1 ano e meio, adotada na Associação do Amigo Animal.

Jack Daniels, vira-lata, seis meses, adotado de uma garota cuja cadela deu cria sem ela querer.

Se por um lado os yorks, poodles, labradores e bulldogs de canis e pet shops têm sua beleza e procedência garantidas, por outro lado os vira-latas e abandonados tem suas particularidades que o tornam especiais e únicos.

Há uns cinco anos conheci a Associação do Amigo Animal, uma ONG que resgata animais em estado crítico das ruas de Curitba. Comecei participando indo aos bingos que eles fazem para arrecadar verba para manter os cerca de 2 mil animais que vivem na chácara. Também participei sendo voluntária nos bazares e feiras de doação de filhotes, além de doar para eles tudo que não quero mais em casa, desde roupas até móveis.

Quando meu namorado comentou ano passado que queria um cachorro, de preferência um border collie, convenci-o de antes de comprar um desses, ir comigo até a chácara da Associação. Ao chegar lá, em Campo Magro, o susto é imenso, pois a gente não faz ideia do que são de fato 2 mil cachorros juntos num único lugar. É muuuuuita coisa! Conversando com a Julia, que cuida dos bichos, ela contou que não existem somente vira-latas abandonados, como pudemos de fato constatar. Tem poodle, chow chow, pit bull, bichon frisée, rotwailler e um sem fim de todos os tipos possíveis de cachorros por lá, que foram jogados nas ruas à própria sorte ou mesmo já nasceram ao relento, tendo uma sorte enorme de terem conseguido sobreviver até serem encontrados por uma pessoa caridosa que os levou até lá.


Jack quando bebê sob os cuidados e afagos da Tequila, a melhor mãe postiça que um cachorro poderia ter

Uma das coisas que me impressionou é que, mesmo rodeada por tanto bicho, que pulam na gente incessantemente, eles não mordem, não rosnam, é como uma criança no orfanato pedindo para ser escolhida. De cortar o coração! Dá vontade de levar todos para casa, dar banho quentinho e comida farta.

Confesso que o amor que tenho pela Tequila é especial. Ao ver aquele bolinho de pelo e osso assustada num canto da chácara, fui até lá e a peguei no colo. Depois, como num passe de mágica, o filho do namorado também, em outro local, a pegou no colo. Pronto, seria ela!
Imaginar o que ela passou antes de chegar lá, por onde andou, e a força dessa pequenina em conseguir sobreviver a tantas intempéries desde que nasceu até os quatro meses me corta o coração.

Hoje os dois são como crianças em casa. Brincam, agitam o ambiente, correm para lá e para cá fazendo palhaçadas que me fazem morrer de rir! Levá-los para o parque ou passear com os dois a pé ou de bicicleta é uma diversão a parte. Me divirto tanto quanto eles. À noite ou ao manhanhecer, com os devidos pijaminhas, eles dormem no meu pé, me esquentando e me fazendo companhia. Eles estão comigo para assistir TV, fazer compras nas lojas, ir na padaria, na farmácia ou até mesmo para ler um livro. Companheiros, queridos, amáveis. Não tenho palavras para descrever o que esses dois significam.


Cães para adoção na chácara da Ong

Acredito que para mim foi muito mais importante te-los pego do que até mesmo para eles. É um sentimento muito mais especial por saber que eles poderiam, neste momento, estar na rua, passando frio, fome, dor e solidão.

Então, antes de comprar um bichinho de estimação, de repente considere a partir de hoje a opção de adotar um, ou pelo menos ir lá conhecer a chácara da Associação Amigo Animal e dar uma colaboração para eles. Tenho certeza de que o sentimento que vai despertar em vocês vai ser o mesmo que despertou em mim.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Primeiro sorteio do Entre Damas


Olá meninas!

O blog Entre Damas vai completar dois meses de aniversário, e para comemorar o sucesso bem maior do que eu esperava, só podia mesmo dar presente para vocês!

Assim, vou sortear aqui uns mimos que trouxe diretamente da França: um gloss da Clinique e um creme para as mãos da L´Occitane.



Segue o regulamento para participar do sorteio:

1. Preencher todos os campos solicitados no link logo abaixo
2. Preencher apenas uma vez por pessoa
3. Caso o participante preencha mais de uma vez, serão descartados os demais cadastros preenchidos pela mesma pessoa posteriormente
4. Os dois prêmios serão dados a uma única pessoa
5. Terá apenas um ganhador
6. O sorteio será realizado no dia 10 de julho de 2011
7.A pessoa sorteada será notificada por e-mail no mesmo dia do sorteio - dia 10 de julho, e terá 3 dias para responder o e-mail (até dia 13 de julho)
8. Caso o ganhador não responda neste prazo de 3 dias, será feito um novo sorteio
9. Os prêmios não podem ser trocados
10. Os prêmios serão enviados via sedex ao endereço solicitado por e-mail ao vencedor
11. Os prêmios são:
- Clinique Gloss longa duração FPS 15 cor 04 Sunset - L'Occitane creme para as mãos Pivoine Flora 30 ml
12. Sorteio válido para participantes cujo endereço são em território nacional (Brasil)

Preencha os dados no formulário clicando AQUI.

Boa sorte a todas!!!


sábado, 25 de junho de 2011

Calça (do) boyfriend


Quando veio o ápice da calça boyfriend há um tempo atrás (essas calças larguinhas, de fundo baixo, perna larga, como se tivesse roubado a calça de um homem, no caso o boyfriend - namorado), cheguei a experimentar várias delas, mas confesso que não gostei de asolutamente nenhuma, embora vendo em fotos eu achasse super estilosa.

Até que por um acaso da natureza, hoje, ao ter que sair, estava sem pique para colocar as calças justas, skinny ou com strech, até que vi a calça do namorado largada ali do lado. Não tive dúvida e resolvi experimentar e fazer a minha versão literal de calça boyfriend:

Tequila, ainda de pijama, veio ver o que eu estava aprontando na frente de casa e quis sair junto na foto.

Esta calça do namorado tem um rasgo no joelho. Para ele é legal e faz um estilo, mas é ruim para dobrar o joelho e subir escadas. Prefiro sem.

Combinei com uma camisa xadrez, cachecol e sapatilhas (afinal, eu só estava indo até a padaria da esquina). Gosto também com uma camiseta descolada e acessórios ou casaquinho e com um salto para ficar mais elegante.

No final das contas, adorei esse estilo de calça. Larguinha, confortável e com aquele toque de jeans que as strech não oferecem mais. Para fazer um estilo despojado, mais perfeito impossível.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Meia noite em Paris

Quando se trata de Woody Allen, já me vem à cabeça aqueles filmes intelectualóides com diálogos propositalmente complicados, com personagens cult, avesso à cultura padrão, uma coisa meio esnobe e arrogante no meu ponto de vista. E como não podia deixar de ser, o filme Meia Noite em Paris, o qual fui ver hoje no cinema, tem esses personagens também. Mas o surpreendente é que eles de fato existiram. E o mais legal no filme é que o personagem principal, o intelectual dos tempos atuais, faz o papel de qualquer um de nós, pois vira um total tiete deslumbrado dos personagens reais que fizeram história nos anos 20, como Picasso, Hemingway e Dalí. O cenário de fundo, uma Paris linda, romântica e iluminada, tanto de dia como de noite, faz com que a gente viage até lá de corpo e alma, assim como já aconteceu no Fabuloso Destino de Amélie Poulain, que desperta um romantismo imenso na gente que dura horas e horas depois que a gente sai do cinema.

O Trailler do filme Meia noite em Paris, aqui embaixo, não condiz muito com tudo que realmente é, pois aparentemente quer esconder a surpresa, que é o encontro do personagem com os grandes artistas dos anos 20.



Outro detalhe do filme é que, surpreendentemente, o personagem principal é ninguém menos que Owen Wilson, o ator de filmes como Penetras bom de bico. Inimaginável até então ele fazer filmes desse estilo. Particularmente, acredito que a partir de Meia noite em Paris ele será lançado a um outro patamar tanto na qualidade dos próximos filmes como no reconhecimento dramático dele, assim como aconteceu com Jim Carrey, que hoje em dia filmes como O Máscara não são mais tanta referência quando se trata do seu talento como Brillho Eterno de uma mente sem lembranças, que foi o grande divisor de águas de sua carreira.

Um dos melhores filmes que assisti nesses últimos tempos. Vale a pena conferir!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Tatuagens

Assim como usar um chapéu, colares ou brincos, a tatuagem é um acessório muito, muito legal mesmo, para decorar o corpo e mostrar do que a gente verdadeiramente gosta. O problema é que, ao contrário de um anel, a tatuagem não pode ser retirada naquele dia em que a gente não está no clima. Aliás, não pode ser tirada nem no dia nem nunca mais. E é aí que entra o problema que está fazendo com que eu me enrole em fazer uma tatuagem há mais de uma década.
Outro problema é achar o que exatamente tatuar, afinal de contas o que pode ser importante ou fazer parte da minha vida hoje pode não significar mais nada daqui a uns anos. O que fazer então? Deixar como está ou arriscar e fazer um desenho torcendo que eu goste tanto dele que não vou enjoar até o fim do meus dias? Sinceramente, não sei ainda a resposta e prefiro no momento fazer as basiquinhas de henna com duração de duas semanas no máximo.
Mesmo assim, tenho visto frequentemente algumas fotos para me inspirar quando quem sabe eu me decidir uma hora. As minhas favoritas são essas ate agora:

Borboletas
Eu gosto de tatuagens grandes, senão perecem sujeirinhas na pele. O mesmo valem para as borboletas, que ficam bonitas se fizer uma revoada delas, como essas duas aqui. Só substituiria as borboletas monarca por outras mais coloridas.


Flores
Assim como as borboletas, são bonitas e vistosas quando colocadas várias juntas, ou um ramo, como no caso da cerejeira. Com as cores puxando paraa o vermelho e cor-de-rosa, ficam delicadas e sofisticadas. Amei!


Shiva Nataraj
É o Deus hindu da dança (isso mesmo, Fer?). Dançando há duas décadas, várias modalidades, já explica tudo, né?


Dragão
Pratiquei pa-kua durante dois anos, quando tive bastante contato com a cultura chinesa. O dragão, além de todos os significados, é uma imagem linda e fica lindo como tatuagem.


A extensão no corpo é enorme, mas fica de fato lindo.
Será que tenho ainda idade para isso? Será que combina com minha personalidade? Não teria vergonha de mostrar? São perguntas que a gente deve fazer um milhão de vezes para não se arrepender depois. Quem já fez, diz que vicia.

E aí, quem me dá uma força?

domingo, 12 de junho de 2011

Dia dos Namorados

Namorar é bom, amar é bom, ter alguém ao seu lado é bom. Se é tão bom, então por que é tão difícil namorar? Quantos relacionamentos que a gente coloca todas as fichas e que depois de um tempo, sem a gente nem saber o motivo exato, vai por água abaixo? Ok, eu também não sei. Só que, sendo um ser humano pensante, tirei de alguns exemplos de relacionamentos anteriores e muitos do atual situações que apesar de serem simples, a gente vivie esquecendo. Então vai a receita de Dona Paula aqui para dar um up no namoro:

Cuidar-se e arrumar-se
Não é só porque a gente arrumou um namorado que ele está garantido para sempre. Mante-lo atraído fisicamente pela gente é em grande parte responsabilidade nossa, pois afinal de contas ele conheceu um mulher bonita, bem arrumada e perfumada. Por isso, não justifica meses depois esquecer que salão existe e só andar de moletom. Até porque a concorrência continua gatinha, não nos esqueçamos disso.

Aceitar as críticas e fazer uma auto-análise
Se tem reclamação, talvez o parceiro tena razão. Ao invés de ficar se defendendo ou contra-atacando com os defeitos dele, pare, ouça e veja se ele não tem mesmo razão. Porque somos todos adultos e temos que aprender a lidar com nossas imperfeições, sem chorumelas.

Continuar saindo com amigos, fazendo cursos e viajando sozinha
Ficar juntinho é bom, mas é fundamental ter uma identidade própria, para que a gente não se esqueça do que somos, independente da pessoa que esteja ao nosso lado.

Manter a chama
Nem vem, sexo é importante sim e junta o casal. Se a relação está meio morna, não pode ter vergonha e tem que apelar mesmo para o sexshop ou para os vários cursos da Joana Pink. São pequenas situações que tornam-se motivo para voltar a sentir a tal vontade há muito esquecida, sem falar que a varição vem junto com boa vontade e bom humor de amobs os lados.

Bom humor
Quer coisa mais chata do que alguém resmungando do nosso lado? pode ser amigo, colega de trabalho, namorado...vira companhia desagradável, deixa o clima pesado, é constrangedor com outras pessoas em volta. Sorrir, relevar piadas sem graça, pegar uns filmes de comédia e sempre, SEEEMPRE se relacionar com os amigos dele é sadio. Ele vai te admirar como ninguém.

Sair de casa
TV é uma droga, vicia mesmo. TV engorda também. TV deixa o papo limitado. Meu conselho é sair de casa. Ir jantar, passear com o cachorro pelos arredores de casa, caminhar no parque, sair para dançar à noite, ir no boteco com amigos, fazer exercício juntos, deixar o carro de lado e andar de bicicleta. Ficar ligada nos eventos que acontecem pela cidade é barato e evita a maldita da rotina que corrói sem a gente se dar conta.

Eu e meu gatinho, em momento in love

E uma última dica: namorar é mesmo bom, mas não ter um namorado não significa infelicidade. Estar sozinha é o tempo que a gente precisa para se auto-conhecer, estudar, conhecer muitos amigos novos, fazer o que der na telha, ganhar experiência. Solteiras ou casadas, o que vale é ser feliz!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Coisas de Oncinha

No dia em que fui no evento de troca-troca de roupas, fui uma das felizardas em ganhar uma écharpe de oncinha no sorteio ue estava rolando. Se fosse há algum tempo atrás, eu ia torcer o nariz para qualquer tipo de estampa de bicho. Só que, por aquelas mudanças que acontecem não se sabe como nem porque, eu comecei a curtir oncinha, primeiro a em preto-e-branco, e mais tarde a original, dourado e preto.
E assim, feliz e contente, já usei um punhado de vezes meu novo acessório super fashion. A marca, depois fui ver, chama-se COISAS DE ONCINHA. No site tem diversos produtos, todos tendo a estampa como tema. Vale a pena conferir, mas se por acaso estiver com uma preguicinha de clicar no link, mostro aqui as minhas coisas de oncinha eleitas no site:

Bracelete, turbante e pazinha de lixo



Carteira, protetor de orelha e cinto com laço




E este é o mimo que ganhei:



Espero ter conseguido mudar a opinião de quem não gostava desta estampa. E vale ressaltar: estampa de bicho, só vale se for falsa, ok?

terça-feira, 7 de junho de 2011

Cortina para o banheiro

Cortinas para colocar no banheiro me lembram minha casa de infância. Aquele plástico colando na gente durante o banho e água vazando por baixo, deveras irritante. Ainda bem que inventaram o box, a portinha que fecha e pronto, nem um resipingo mais para fora! Só que, se a gente for reparar bem, o box, daqueles mais comuns, são feios que dói. Interferindo diretamente na reforma do banheiro do namorado, andei pesquisando de volta as cortinas, não aquelas de 5 reais, mas umas melhores. Encontrei alguns modelos na Tok&Stok que tem o plástico mais grosso, o que pode ser uma boa alternativa para ela ficar no seu devido lugar na hora do banho. Também me chamou a atenção as estampas fofas de agora, e nao mais aquelas com cara de toalha de mesa. Sério, e uma mais linda que a outra. O problema é a questao da limpeza, não tão fácil quanto o box. Mesmo assim acho que optarei pela cortina mesmo. Olhem como ficam lindas e dão vida ao banheiro!


Reparem também no vasinho de flores da segunda foto. Adoro flores no banheiro! Bem, mãos à obra então!

sábado, 4 de junho de 2011

Vestido branco e inverno parte 2

Como tinha dito no post aqui há uns dias atrás, não tinha coragem de usar vestido branco num look de inverno. Até que vendo umas produções bacanas, resolvi arriscar também. E não é que adorei o resultado? Fiz duas opções para usar com meu vestidinho rodado sem manga que ganhei no Reveillon - uma com um casaco beje bem pesadão com lenço marrom xadrez e outra com jaqueta jeans e meu lenço de oncinha que ganhei no sorteio do evento aqui. Na parte de baixo, meia calça fio 40, meião e bota, tudo marrom.


Como complementos, carteira roxa da Ladya Abbs e brinco de laço de strass.

Agora me contem: gostaram do resultado?

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Curso de auto-maquiagem


É fato: toda mulher tem vaidade e gosta de se arrumar, nem que seja para passar um batonzinho de vez em quando. No entanto, passar um blush nas bochechas ou um rímel nos olhos requer muito mais técnica do que parece. A maquiagem é como uma arte, a arte da pintura e do visagismo. Esta palavra muito usada ultimamente é a definição para a utilização dos recursos de corte e maquiagem para valorizar os traços mais bonitos do rosto e disfarçar aqueles pequenos defeitinhos, criando uma forma harmoniosa do conjunto. Assim, cada item da maquiagem vai ser uma auxiliar na hora de destacar os olhos, lábios e pele, se usados da forma correta.

Existem diversos tipos de cursos na área, como maquiagem profissional, maquiagem avançada, maquiagem artística etc. Para quem não quer se aperfeiçoar profissionalmente, o ideal é o curso de auto-maquiagem, que, como o próprio nome diz, é para ensinar as mulheres a fazer uma maquiagem nelas mesmas. Nos cursos de maquiagem profissional, é obrigatório a aluna conhecer todos os tipos diferentes de rosto, bem como formatos de olhos e bocas e tons de pele. O de auto-maquiagem, ela aprende as características apenas do seu próprio rosto e aprende a trabalhar somente com ele, destacando o que ela mais gosta nela mesma.

Durante as três horas em média de curso, as alunas aprendem a reconhecer os formatos e proporções que formam seu rosto, os tons que devem ser utilizados para seu tipo de pele, como utilizar os pincéis e como passar cada item da maquiagem, destacando ou camuflando os pontos fortes ou imperfeições. Não basta só passar de maneira aleatória, é necessário saber como para atingir 100% de eficácia no resultado.

O principal destaque do curso são os olhos. A professora ensina duas técnicas diferentes de passar a sombra, utilizando as cores que a aluna mais gosta. Assim, ela pode copiar em casa, pois já sabe o resultado que ficará com as suas sombras favoritas. Geralmente as pessoas costumam usar no máximo dois tons de sombra. No curso, ela sai sabendo passar até 4 tons para a maquiagem ficar mais completa.

Agora quero saber: convenci sobre a importância de se maquiar?